domingo, 6 de setembro de 2009

Dona Dadi, uma mulher no João Redondo


Maria Iêda da Silva Medeiros, conhecida como Dadi, vive em Carnaúba dos Dantas/RN, desde os dezesseis anos. Nasceu a 4 de setembro de 1938, filha de Ricardo Alves de Queiroz e Maria Luiza da Silva, na antiga cidade de Flores, hoje Jaçanã. Casada e viúva por duas vezes, teve dezessete filhos, quatro deles criados: Maria de Lourdes, José Ricardo, Francisco das Chagas e João Maria. Calungueira. É assim que Dadi se intitula, se dedicando há mais de uma década a dar vida e voz aos seus bonecos, que se destacam pelas formas, cores e personagens. Além de artista-artesã, Dadi é também poetisa. Através de sua narrativa, o leitor compartilha de seus afetos, amores e dores, das adversidades para viver e se manter, de seus sonhos, projetos futuros. Esse livro de poesia não poderia ter outro título que não "Flor de Mucambo". Uma de suas flores preferidas, ela diz de sua obstinação como mulher, mãe, avó, artista, sindicalista, cidadã do mundo. Diz mais. Que independente do lamento de ter "pouco estudo" Dadi com seu saber-fazer, anuncia que poesia também deve ser ensinada nas escolas (texto da Apresentação do livro Flor de Mucando).

O livro Flor de Mucambo foi organizado pela professora Wani Fernandes Pereira para a Coleção Metamorfose, do Grupo de Estudos da Complexidade - UFRN.

Referência:
MEDEIROS, Maria Iêda da Silva. Flor de Mucambo. PEREIRA, Wani (org.). Coleção Metamorfose, v.3. Natal: Flecha do Tempo, 2006.

2 comentários:

  1. Querido Luis, essa coleção Metamorfose é muito especial, nela encontramos preciosidades como esse livro/poema organizado com muita sensibilidade e inteligência por Wani Pereira e que título lindo Flor de Mucambo, propício para a estética de Dona Dadi.

    Parabéns a todos pela Coleção, Pelo Livro, Pela Poesia

    Abraços
    Petrucia Nóbrega

    ResponderExcluir
  2. Petrúcia: acho otima essa troca que estamos estabelecendo via blog. Vc tem razão sobre a coleção metamorfose, ela é feita com tanto cuidado, zelo, a escolha dos conteúdos e sua proposta a torna singular e especial. Tenho orgulho de participar da proposta como membro do conselho.
    Abraço,
    Luiz

    ResponderExcluir