domingo, 25 de outubro de 2009

Destaques da Mostra

Para os críticos do Jornal Estado de SP se tiver de escolher um só filme, esse será o filipino INDEPENDÊNCIA, de Raya Martin, considerado o maior filme da Mostra. Mãe e filho fogem para a floresta às vésperas da invasão das Filipinas pelos americanos.

O jornalista e crítico de cinema Luiz Zanin indica os filmes Perseguição e Shirin.

PERSEGUIÇÃO - A intensidade amorosa dá o tom neste filme de Patrice Chéreau. Um rapaz mantém relação conturbada com uma mulher. E vê sua casa ser invadida por um importuno, de quem não consegue se livrar. Filme de climas e tensão sensual, bastante valorizado por Charlotte Gainsbourg.

SHIRIN - Abbas Kiarostami desenvolve uma de suas mais ousadas propostas estéticas. A câmera fixa-se nos rostos de uma platéia de mulheres, que assiste a um drama histórico num teatro. O espectador jamais vê a ação no palco. Apenas ouve as vozes que vêm do palco e vê a expressão facial das espectadoras, interpretadas por 110 atrizes iranianas. Pesquisa radical.

Para o crítico Luiz Carlos Merten os filmes Yuki & Nina e Mother são os imperdíveis.

YUKI & NINA - O ator francês Hypolithe Girardot estréia na direção assinando a quatro mãos com Nobuhiro Suwa. Um processo de separação é visto pelo ângulo de duas crianças. Riqueza de observação humana e social e sensibilidade para os corpos, adultos e infantis (2009, França).

MOTHER - O coreano Bong Joon-ho disse que fez este filme após O Hospedeiro porque detesta se repetir. Talvez não na forma, mas a história da família que busca garota sequestrada não difere desta mãe que quer provar inocência do filho, acusado de assassinato. Querido dos críticos, cinema da Coréia do Sul brilha na Mostra.


Outros filmes destacados pelos críticos do Estadão:


A ÁRVORE DA MÚSICA - 2009 - Brasil

A preservação da árvore-símbolo do país, o pau-brasil, não é apenas uma questão ecológica. É também de interesse musical. Há 250 anos, a madeira da espécime da Mata Atlântica é considerada a melhor para a fabricação de instrumentos de corda, como o violino, e até hoje não encontrou um substituto à altura.

O HOMEM QUE COMIA CEREJAS (A Man who Ate his Cherries) – Irã. Operário de uma fábrica, Reza tem dificuldades ao se divorciar. Pela lei, ele deve devolver à família da ex-mulher o dote que foi pago na ocasião do casamento.

VIDEOCRACIA (VIDEOCRACY) - 2009 - SUÉCIA

Se uma imagem vale mais do que mil palavras, quem melhor faz uso disso é o primeiro ministro italiano Silvio Berlusconi. Magnata da TV, há três décadas ele domina o que os italianos assistem. Tanto que conseguiu subir ao poder e manter-se lá apesar de muitas denúncias de corrupção. O diretor, de origem italiana, avalia os efeitos desta exposição na população.

VIDA EM BLOCO (BLOQUES) - 2008 - VENEZUELA

O cotidiano de moradores de um conjunto habitacional popular de Caracas. No primeiro prédio, amargurado Manuel vive bêbado até ser surpreendido por um novo amor na figura de Norma, cozinheira de um bar. Para o segundo, muda-se uma família de classe alta em dificuldades financeiras, cuja realidade é ignorada pela filha mais velha, Alejandra, que vive em Nova York.


Mostra de Cinema - www.mostra.org

http://www.estadao.com.br/mostradecinema2009/

Nenhum comentário:

Postar um comentário