sexta-feira, 16 de julho de 2010

Violência da PM contra Umbanda

Na noite de 26 de junho deste ano de 2010 na cidade de Jaraguá do Sul, Estado de Santa Catarina, a Tenda de Umbanda Caboclo Pajelança, foi invadida por policiais militares armados, que além de mandarem paralisar a sessão de pretos velhos, deu voz de prisão a diretora de culto, o ogan, menor de idade e alguns frequentadores.


Cristiane Tomaz de Oliveira, a diretora de culto, tem certeza de estar sendo vítima de perseguição religiosa, haja vista que os policiais militares ao chegarem ao distrito, mostraram um abaixo assinado de vizinhos para que o centro umbandista feche as portas e se mude do bairro.


A invasão – absolutamente inconstitucional – e a violência da polícia de Santa Catarina nesse episódio ultrapassaram não apenas os limites legais, mas, sobretudo, o bom senso, beirando a barbárie.

Nenhum comentário:

Postar um comentário