terça-feira, 5 de outubro de 2010

A luta continua

São vários os motivos para continuar lutando em prol de uma sociedade plena de justiça social, plural, democrática. Gostaria de lembrar o papel dos diferentes grupos organizados e suas ações nos movimentos sociais, as conquistas e a necessidade de manter e ampliar essas conquistas.


No âmbito das comunidades quilombolas, a assinatura do Decreto 4887, de 20 de novembro de 2003, assinado pelo Presidente Lula, possibilitou uma ação efetiva de reconhecimento de direitos aos remanescentes das comunidades dos quilombos sobre o território em que vivem, conferindo-lhes os títulos definitivos de propriedade.


Quanto às comunidades de terreiros, os problemas são muitos e o caminho é longo, o que indica a necessidade de organização e a busca de conquistas. O Plano Nacional de Proteção à liberdade religiosa é um dos pontos que todos das religiões de matriz africana vão ter que enfrentar em prol de direitos.


Poderia elencar outros diferentes exemplos que nos levem a refletir sobre o contexto atual, mas destaco esses dois que venho constantemente insistindo. Acho que eles são bons exemplos para pensar sobre a sociedade que queremos construir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário