quinta-feira, 31 de março de 2011

Delegacia especializada nos casos de racismo e intolerância religiosa

A Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro aprovou a criação de uma delegacia especializada em investigação de atos discriminatórios por racismo e intolerância religiosa.

O projeto, de autoria do deputado Átila Nunes, que data de 2008 só se tornou lei agora, porque os deputados evangélicos tentaram de todas as formas criarem obstáculos para a tramitação do projeto. Para eles, "é um cerceamento da liberdade de se poder criticar a macumbaria e outras formas de manifestações ditas religiosas", numa clara crítica aos cultos afro-brasileiros.

A nova delegacia estará dedicada a registrar, investigar e adotar todos os procedimentos policiais aplicáveis nos casos de racismo e intolerância religiosa nos quais ocorra violência ou discriminação da vítima. Também oferecerá aos cidadãos um telefone gratuito para receber denúncias de agressões ou atos discriminatórios

Nenhum comentário:

Postar um comentário