sábado, 8 de setembro de 2012

Oh Olorum, me diz o que fazer

Estou aqui pra viver
À procura de amor
Por onde for
Ouvindo ora iê, iê
Quero pertencer
A uma filha de D’Oxum
Oh Olorum, me diz o que fazer
Pra encontrar esse amor
Que seja doce o prazer
Que cheire a jasmim
Ou a macaçá
Que cace em mim meu querer
Com a mesma constância
Das ondas do mar

Oh Olorum, eu sempre vou crer
Que vou encontrar

Uma gueixa formosa
Loura cor de rosa
Ou uma preta quase azul
Que goste de Itapuã
E vá se arrepiar
Nas festas do Gantois

Oh Olorum, como é bom saber
Que vai me ajudar
Vou aguardar oh Olorum
Numa noite de luar
Rival de Iansã
Paixão de Xangô, oh minha filha D’Oxum

(Doce Esperança, de Roberto Mendes e J. Velloso, gravada por Jussara Silveira no CD “Ame ou se mande”, 2012).

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário