segunda-feira, 8 de abril de 2013

Ato de intolerância religiosa na Paraíba

A estátua de Iemanjá, que fica na praça do mesmo nome na praia do Cabo Branco, em João Pessoa, amanheceu "decapitada" no início da semana que passou (a notícia circulou em vários jornais do país). A cabeça foi colocada no chão, ao lado da imagem de concreto, que tem cerca de 2,5 metros e quase 20 anos.
 
"Foi intolerância. Estamos tristes e indignados. Por que decapitar e deixar a cabeça certinha no chão?", diz mãe Renilda, presidente da federação de cultos afro-brasileiros da Paraíba.
 
O episódio levou o Conselho Estadual dos Direitos Humanos, presidido por um padre, a publicar nota de repúdio contra o "desrespeito à diversidade religiosa". No entanto o chefe da Coordenadoria do Patrimônio Cultural da prefeitura declara: "Não quero acreditar que tenha sido por intolerância. Não temos nada que prove isso ainda", afirma Fernando Milanez Neto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário