terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Um 2013 também de Passagem e Saudades



2013 foi também o ano da passagem de importantes nomes da religião afro-brasileira no Estado do RN: Joãozinho de Iemanjá, Geraldo do Caboclo e Geraldo Guedes.  Cada um deles cumpriu uma importante trajetória religiosa na cidade de Natal, deixando seus ensinamentos e frutos para as gerações futuras.  

João Delmiro Bento, conhecido por Joãozinho de Iemanjá, faleceu no dia 26 de julho de 2013, aos 84 anos de idade. Sacerdote das religiões afro-brasileiras em Natal, dedicou-se com zelo, por mais de 50 anos, a prática da religião em seu Palácio de Iemanjá, no bairro das Quintas, em Natal-RN.

Geraldo Alexandre do Nascimento, Geraldo do Caboclo, faleceu no mês de setembro, aos 96 anos de idade. Natural de São José do Mipibu mudou-se para Natal ainda bem jovem e durante muitos anos trabalhou como feirante. Na religião, dedicou-se ao caboclo e mantinha em casa sua mesa de jurema; cultuava suas entidades. Atendia aqueles que o procuravam para aplacar sofrimentos.  Em 2008 foi um dos participantes do CD “Pontos de Jurema”.

Geraldo Guedes faleceu em outubro, aos 92 anos de idade. Seu caminho religioso é um longo aprendizado que se faz junto aos ensinamentos da velha Joaquina de Aguiar e, posteriormente, na casa de Tenente Andrade. Por volta de 1963 funda o Centro de Umbanda Caboclo Aracati e no decorrer de sua trajetória religiosa se constitui como um dos mais importantes umbandistas e juremeiros da cidade de Natal. Participou do documentário realizado pelo Programa Fantástico da TV Globo e do CD “Pontos de Jurema”. Seu legado religioso continua com sua família, dona Josefa Guedes, esposa e, Cleone Guedes, seu filho.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário