quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Em casa de catiço


O ano começa com boa notícia: a Editora da UFRN acaba de editar o livro “Em casa de catiço: etnografia dos exus na Jurema”, de Marcos Queiroz.
O livro aborda o tema das representações construídas sobre os exus no universo religioso afro-brasileiro, mais particularmente em suas relações com o mundo da Jurema.
O cenário e os personagens centrais estão situados em três espaços religiosos da cidade de Natal-RN: o Centro Espírita Oxum Opará, no bairro Potengi; o Centro Espírita Ogum Beira-Mar, no bairro de Lagoa Azul e o Centro Espírita Xangô Mafilomã, no bairro das Quintas.
A partir de um trabalho minucioso de leitura das referências bibliográficas, que mencionam exu, e de exaustiva pesquisa de campo, o estudo realizado por Marcos Queiroz, ao destacar a presença do culto da Jurema na concepção e prática religiosa local, traz novos elementos para a compreensão da dinâmica do universo umbandista. Sem perder de vista as interseções Candomblé/Xangô(Nagô)/Umbanda/Jurema, considerando os exus (entidades espirituais) como produtos do imaginário umbandista, o autor elabora leituras sobre o discurso dos religiosos e evidencia um rico universo dos exus presentes num contexto marcado pelo culto da Jurema.
Em casa de catiço foi originalmente dissertação de mestrado apresentada, sob minha orientação, no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da UFRN. Posteriormente, em 2010, foi premiada na categoria “dissertação com o tema cultura afro-brasileira”, pela Fundação Cultural Palmares (Ministério da Cultura).
Convido o leitor a seguir os passos do autor pelos caminhos do povo do santo e dos exus, decifrar seus códigos, encantar-se, compreender as representações produzidas e desvendar as elaborações construídas por mulheres, homens e entidades espirituais.
  

Nenhum comentário:

Postar um comentário