domingo, 26 de julho de 2015

Museu Théo Brandão


O Fórum Antropologia e os estudos de Folclore foi realizado no Museu Théo Brandão de Antropologia e Folclore, da Universidade Federal de Alagoas. A comissão organizadora acertou. Tornava-se emblemático discutir a temática proposta no espaço do Museu.
O Museu Théo Brandão foi criado em 1975 pelo médico, etnógrafo, folclorista, antropólogo e escritor alagoano Theotônio Vilela Brandão. Inicialmente concebido para abrigar a coleção de arte popular do escritor, posteriormente o Museu recebe da família de Théo Brandão, um conjunto expressivo de suas fotografias, documentos pessoais, manuscritos, registro sonoros, livros e folhetos de cordel, diversificando seus acervos.
No acervo expográfico é possível apreciar obras em madeira e cerâmica, indumentária de folguedos, estandartes e bonecos de carnaval, brinquedos, objetos de fibra vegetal, peças de culto afro-brasileiro, ex-votos, etc.
Na sala denominada Fé, uma peça em especial me chamou atenção, uma tela na qual está escrito Zé-Pelintra-Fazendo Seu Feitiço e com o desenho em pintura do conhecido mestre de Jurema. O mestre encontra-se em uma encruzilhada, segurando com a mão direita, uma garrafa, e, na outra mão, um copo. Um pouco abaixo do seu braço direito o desenho de um gato preto e peças em argila (uma quartinha e duas bacias) na cor azul. No seu lado esquerdo está às pinturas de um punhal, um galo, uma espécie de pote, um livro aberto e uma vela acesa. A tela não está datada e o autor é desconhecido. Fiquei alguns minutos em frente a imagem, encantado e a viajar por muitos pensamentos.
Para acompanhar a programação do Museu, acesse sua página no Facebook:

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário