quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Pesquisa concluída


ABENÇOADA CURA:
POÉTICAS DA VOZ E SABERES DE BENZEDEIRAS
 
Lidiane Alves da Cunha
 
 
Esta pesquisa se propõe a adentrar neste duplo universo: o aspecto mágico/religioso dos saberes das benzedeiras e o papel da palavra enquanto elemento de cura. Esse conhecimento híbrido, das quais somente estas são conhecedoras, se faz presente e se performatiza no instante, em que visível e invisível irão compor as palavras das benzedeiras, que modificam, transformam e atualizam seus saberes de cura como forma de resistência. A partir das orações pronunciadas nos rituais de cura, elas performatizam a palavra, a voz, as narrações e memórias. O objetivo é alcançarmos essa fonte de saber existente na oralidade, a benzeção, desvendando esse saber, pois mais do que o significado literal, as palavras têm o poder de curar, sem a necessidade de possuir uma função definida, bem como de ser um saber transmitido em contextos em que a poética da voz se faz presente. É através da análise teórica dos textos, da etnobiografia e observação participante que buscamos nos aproximar do campo de atuação das benzedeiras nas cidades de Natal, Parnamirim e Mossoró ­ RN. Observou-se que esse saber, ao contrário do que se imagina, tem se atualizado enquanto sobrevivência de um poder de cura e de saberes que se perpetua pelo tempo nas mãos e performances de mulheres que o executam ao longo dos anos como um ofício.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário