domingo, 1 de julho de 2012

Música africana contemporânea

Existe um processo musical em ebulição no continente africano que engloba uma pluralidade de sons, ritmos, instrumentos, fundindo a música tradicional com rock e blues. Esta cena contemporânea inclui a denominada “world music”, que já circula pelo mundo ocidental em festivais ou intercâmbios culturais e, principalmente àquela que circula pelas diferentes mídeas.   
Vale a pena conferir na internet o som de alguns deles. A seguir, minhas sugestões:  
Asa (Nigéria). Filha de nigerianos a cantora Asa nasceu em Paris e foi criada em Lagos. Seu som trafega entre o trip hop, o soul e o jazz, tocados com uma ginga africana, com algumas letras em iorubá. Em novembro de 2011 postei neste Blog uma matéria sobre a cantora.
Fatoumata Diawara. Nascida no Mali, a cantora e atriz mescla a música tradicional de seu país com referências de jazz e soul.
Nneka. A cantora nigeriana, que vive atualmente na Alemanha, já foi comparada a Lauryn Hill por sua mistura de hip-hop, soul e jazz, em músicas que tratam de temas políticos.  
Amadou e Mariam (Mali). O casal faz um afro-blues utilizando instrumentos musicais do Mali. Já fizeram turnês com as bandas U2 e Coldplay.
Mulatu Astatke (Etiópia). Consagrado como o criador do jazz etíope.
Angélique Kidjó (Benim). Vai do jazz ao reggae, passando pelos ritmos latinos. Vencedora do Grammy de World Music em 2008.
www. kidjo.com;

Toumani Diabaté (Mali). Considerado pela crítica como um dos artistas mais importantes da música contemporânea. Gravou com Arnaldo Antunes e Edgar Scandurra.
Oumou Sangaré (Mali). Uma das herdeiras musicais da sul-africana Miriam Makeba, é uma das mais famosas interpretes do wassoulou, estilo tradicional do oeste africano.
Aicha Koné (Costa do Marfim). A cantora mescla influências de intérpretes como Aretha Franklin e Miriam Makeba, em músicas que flertam com soul e ritmos tradicionais.



Um comentário: